3 estratégias avançadas para gestão de estoques

7 de junho de 2024   |   Leitura 4 min 3 estratégias avançadas para gestão de estoques

No competitivo ambiente de negócios de hoje, uma gestão de estoques eficaz é muito importante para o sucesso de uma empresa. Este artigo explora estratégias avançadas para a otimização de estoques, desde a previsão de demanda até a gestão da cadeia de suprimentos, com o objetivo de garantir operações mais ágeis e a redução de custos operacionais.

 

1. Técnicas de previsão de demanda

Uma previsão de demanda eficiente é essencial para uma gestão eficiente de estoques. Destacam-se duas abordagens principais:

Previsão baseada em dados históricos: Essencial para antecipar futuras necessidades de estoque, esta técnica utiliza dados históricos para analisar tendências de compra passadas e prever flutuações futuras. A identificação de padrões sazonais e econômicos, assim como a recorrência de determinadas demandas, permite que as empresas se ajustem proativamente.

Diversas ferramentas, incluindo o uso de inteligência artificial,  podem aumentar a precisão das previsões, levando em conta variáveis como mudanças comportamentais dos consumidores ou eventos globais.

Previsão influenciada por fatores externos: Avaliar o impacto de variáveis externas sobre a demanda é crucial. Campanhas promocionais, por exemplo, podem elevar temporariamente a demanda por produtos específicos, enquanto mudanças econômicas mais abrangentes, como uma recessão, podem reduzi-la. 

Utilizar métodos causais permite ajustar estratégias de estoque e produção para aumentar a eficiência e evitar excessos ou déficits. Uma loja de eletrônicos pode ajustar suas previsões de demanda para um novo smartphone, considerando uma grande campanha de marketing planejada para seu lançamento.

 

2. Estratégias de controle de inventário

A eficiência no controle de inventário vai além de simplesmente manter produtos em estoque:

Controle automatizado: O coração de um controle eficiente utiliza um sistema que atualiza continuamente o estoque, fornecendo dados em tempo real sobre o status dos produtos. Esse processo facilita a tomada de decisões rápidas e informadas, permitindo que a empresa responda prontamente a mudanças na demanda e evite excessos de estoque.

A integração de softwares de gestão de inventário ao sistema de vendas é útil para garantir a precisão das informações. Esses softwares monitoram os níveis de estoque e analisam padrões de vendas, oferecendo informações valiosas para otimizar a gestão.

Revisão periódica e auditorias de estoque: Importante para alinhar o inventário às projeções e demandas atuais. Auditorias frequentes são importantes para identificar e resolver discrepâncias, prevenindo erros de registro e fraudes, assegurando a precisão e integridade do sistema. Estabeleça um cronograma regular para auditorias de inventário, envolvendo diferentes departamentos para garantir uma revisão completa e imparcial.

 

Como fazemos aqui na Viqua:

Na Viqua, mantemos nosso estoque sempre atualizado usando inventários rotativos. Isso significa que verificamos nossos produtos em diferentes frequências, dependendo de sua importância:

  • Produtos da curva A: São os mais importantes e verificados semanalmente.
  • Produtos da curva B: São verificados mensalmente.
  • Produtos da curva C: São verificados semestralmente.

Devido a esses controles rigorosos, conseguimos manter uma precisão de 98% em nossos registros de estoque. Além disso, usamos um sistema de duplo check para garantir que todos os materiais que entram sejam registrados corretamente, e fazemos a conferência tanto na produção quanto na logística para evitar erros.

 

Para impulsionar ainda mais o seu negócio, confira algumas dicas práticas sobre como aumentar suas vendas nas redes sociais. Aprenda a aumentar sua presença online e atrair mais clientes, complementando suas estratégias de estoque. Acesse o artigo clicando aqui e descubra mais!

 

3. Gestão de inventário Just-In-Time (JIT)

A abordagem Just-In-Time pode ajudar a minimizar o estoque excessivo e os custos associados, alinhando a produção e entrega com a demanda real:

Redução de excedentes: O método JIT foca em manter o mínimo necessário de inventário para atender à demanda imediata. Ao sincronizar pedidos de fornecedores com a produção e as vendas, as empresas podem reduzir os níveis de estoque, liberando capital de giro e espaço de armazenamento. Isso requer uma boa coordenação e comunicação com os  fornecedores para garantir que os materiais necessários estejam disponíveis no momento certo.

Aumento da flexibilidade e adaptação ao mercado: A estratégia JIT permite que as empresas respondam mais rapidamente às mudanças nas condições de mercado e nas preferências dos clientes. Com estoques menores, é mais fácil ajustar a produção conforme necessário, evitando o risco de obsolescência e depreciação dos produtos.

 

A gestão de estoques vai além de sua função logística básica, ela representa uma vantagem estratégica que pode determinar o sucesso ou o fracasso de uma empresa. Com a implementação de técnicas de previsão, um controle de inventário rígido e uma cadeia de suprimentos otimizada, as empresas podem fortalecer suas operações e consolidar sua posição de mercado.

Se você gostou do nosso conteúdo, não esqueça de compartilhar com alguém que possa se beneficiar dessas estratégias.

Acompanhe mais sobre a Viqua em nosso instagram para ficar por dentro de todas as novidades!

Compartilhar: