Água

Conheça as vantagens da irrigação automatizada

30/10/2018 - Viqua

Irrigação no jardim

Ter um sistema automatizado de irrigação não é mais uma exclusividade da agricultura. Hoje, com a informatização, residências podem fazer uso deste recurso prático, moderno e que oferece muitos benefícios ao usuário. Neste artigo vamos conhecer alguns deles. 

A irrigação automatizada é um grande aliado para quem tem a comodidade de reduzir gastos e custos onerosos. A necessidade de água em cada planta é diferente e, além disso, outros fatores interferem na demanda, como clima, tipo de solo ou fase de crescimento da planta. 

Mas o que é irrigação automatizada?

O emprego da tecnologia nos métodos clássicos de irrigação proporcionou ganhos imensuráveis, originando o que chamamos de irrigação automatizada. Hoje, por exemplo, não precisamos esperar os períodos de seca para manter cuidados constantes na agricultura. Recursos tecnológicos podem garantir uma plantação irrigada e saudável até nos locais mais áridos. Em residências, embora com métodos e equipamentos mais simples, a irrigação automatizada também está presente, por meio de sensores de chuva, que, em comunicação com uma central, podem realizar ajustes no período de irrigação e também por dispositivos sensíveis à umidade do solo. 

Um sistema automatizado de irrigação
proporciona vantagens consideráveis, entre elas:

Redução de mão de obra
Irrigações noturnas sem necessidade de acompanhamento
Diminuição da potência de acionamento
Tempos e turnos de irrigação mais precisos
Eficiência na aplicação de água

Tipos de irrigação automatizada:

Irrigação por aspersão

O sistema de irrigação com aspersores é indicado para áreas maiores, com pouca interferência de obstáculos como árvores, arbustos e construções. Áreas maiores exigem, muitas vezes, reservatórios de águas e bombas com maior capacidade de volume. Neste tipo de irrigação residencial são muito empregados aspersores escamoteáveis, do tipo rotor ou spray. A água é bombeada sob pressão e espalhada nas plantas através de pequenos orifícios achatados. Tais sistemas podem ser montados em rede suspensa de canos de alumínio ou na parte superior de uma estaca.

Irrigação por microaspersão

É mais eficiente que a aspersão convencional, pois por ser uma irrigação mais localizada que a aspersão convencional, existem menos perdas por fatores externos, como o vento. Funciona por meio de pequenas hastes equipadas com microaspersores, os quais são dispostos na superfície do solo. Este sistema é indicado para ambientes menores, como canteiros, jardineiras, jardins pequenos, implantados em áreas externas, estufas e casas de vegetação. 

Irrigação por gotejamento

Este sistema proporciona maior controle da umidade, pois a água é fornecida lentamente para uma área específica, próxima às raízes da planta, por uma rede de gotejadores, que são distribuídos ao longo do solo. Os gotejadores possuem pequenos orifícios e são ligados a uma fonte apropriada de água por uma mangueira alimentadora principal. Embora lenta, a vazão é mais controlada, proporcionando economia de água. 

Agora que você já conheceu um pouco sobre automação em irrigação de jardim, que tal conferir as soluções ideais para o seu projeto? Acesse o nosso site.
 


Água
Compartilhar